Notícias

MP é um Reconhecimento ao Trabalho Desenvolvido no Âmbito do Projeto SREI

Equipe multidisciplinar trabalhou durante anos no desenvolvimento do projeto
A publicação da MP nº 759 representa o reconhecimento inequívoco ao trabalho desenvolvido no âmbito do projeto SREI – Sistema de Registro Eletrônico de Imóveis, concebido e executado com especial dedicação pela equipe do LSI-TEC que, com a colaboração inestimável dos registradores imobiliários Sergio Jacomino e Flauzilino Araújo dos Santos e dos desembargadores Marcelo Berthe e Antonio Carlos Alves Braga Júnior.

“Durante anos, nós e outros profissionais nos debruçamos sobre o apaixonante tema do registro imobiliário, com o objetivo de projetar um sistema capaz de atender aos ambiciosos anseios de modernização e estruturação das bases para o futuro do Registro Imobiliário brasileiro”, afirma o presidente eleito do IRIB para o biênio 2017/2018, Sérgio Jacomino.

Para Jacomino, o advento da MP nº 759 recoloca no eixo das discussões os mais importantes atores na regulação e na execução do registro de imóveis brasileiro: o Poder Judiciário e os próprios registradores de imóveis. A consagração do SREI – Sistema de Registro de Imóveis Eletrônico (§ 1º do art. 54 da MP nº 759) reata o longo trabalho já desenvolvido às novas e estimulantes oportunidades que se abrem com a regulação uniforme para todos os registros prediais.

Em reconhecimento aos principais participantes do projeto, é preciso registrar os nomes daqueles que sempre estiveram à frente do Projeto SREI: Volnys Bernal – responsável pelo projeto, coordenou a definição de formatos de documentos natodigitais e assinatura digital; Adriana Unger – líder da equipe de modelagem de processos de negócios, coordenadora da concepção da visão geral do modelo do processo automatizado e arquitetura do novo sistema face aos requisitos para o registro eletrônico imobiliário; Marcelo Silva – responsável pela concepção do modelo de dados eletrônicos para o SREI; Juliana Zavata, Andressa Mafra, Estela Hirata e Marcela Grotto – analistas de processos que atuaram na observação das atividades de cartórios de registro de imóveis em várias localidades do Brasil e executaram o desenho e a análise dos modelos de processos de negócio.

Fonte: Assessoria de Comunicação do IRIB
Em 23.12.2016