Notícias

Presidente do Colégio Registral Recebe Título em Evento do CNB/RS em Canela

Presidente do Colégio Registral é homenageado em evento estadual dos notários gaúchos e ministra palestra sobre a Central de RI recém-normatizada no Estado

Canela (RS) – Durante o 72º Encontro Estadual de Tabeliães de Notas e de Protesto do Rio Grande do Sul, o Colégio Notarial do Brasil – Seção RS (CNB/RS) outorgou ao presidente do Colégio Registral do Rio Grande do Sul, João Pedro Lamana Paiva o título de Honra ao Mérito, por seu trabalho em prol do desenvolvimento da atividade extrajudicial em favor de notários e registradores gaúchos.

Coube ao então presidente do CNB/RS, Danilo Alceu Kunzler, realizar a homenagem. “Estamos materializando aqui algo que já havia sido decidido lá em 2012, quando se outorgou a João Pedro Lamana Paiva o título de sócio benemérito do CNB/RS”, recordou Kunzler. “Nós, que estamos à frente das entidades e trabalhamos em prol do desenvolvimento da atividade, estamos sujeitos a elogios e críticas, mas temos sempre a consciência de que agimos por um bem maior, em prol de toda a classe”, enfatizou.

Visivelmente emocionado, o presidente do Colégio Registral do Rio Grande do Sul, recordou a época de sua acolhida no segmento notarial e na cidade de Porto Alegre, recordando nomes históricos do notariado gaúcho, como Eduardo Antpack, João Figueiredo Ferreira e Sérgio Mânica. Em seguida destacou o peso que a homenagem recebida significa.

“Se é verdade que a classe dos notários me concede, pelo critério de mérito, uma placa pelos relevantes serviços prestados, é verdade também que essas qualidades vistas pelos nossos benfeitores para a concessão da placa não se podem encerrar nessa solenidade”, disse. “É exatamente o contrário, esta homenagem terá que nos colocar em uma vigília constante para continuarmos sendo merecedores desta distinção e, continuar sendo, significa, antes de tudo, fazer uma avaliação de nossos valores éticos e morais e moldá-los aos padrões que a sociedade exige, não só como ex-tabelião de protesto, mas também de um cidadão-registrador”, completou o homenageado.

Segundo Lamana, “é dialogando que se encontram as soluções para os conflitos diários, e encontrar soluções é uma das atribuições mais importantes das atividades notariais, aproximando a vida do Direito”, completou o presidente do Colégio Registral, encerrando com uma fala do orador romano Cícero “nenhum dever é mais importante que a gratidão”.

CRI
Momentos antes de sua homenagem, João Pedro Lamana Paiva apresentou aos notários gaúchos um panorama sobre como como funcionará a Central dos Registradores Imobiliários (CRI), recém-normatizada pelo Provimento nº 38 da Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (CGJ/RS). “Estávamos há dois anos nesta batalha pela aprovação. Criamos uma entidade só de registradores imobiliários, como determinava a Lei Federal, e hoje, finalmente, vemos este sonho realizado.

Na sequencia, o presidente do Colégio Registral apresentou quem serão os públicos consumidores da Central, entre eles bancos, imobiliárias, consórcios, construtoras, escritórios de advocacia e os próprios tabeliães de notas, que poderão receber de forma eletrônica informações das matrículas de seus clientes de escrituras públicas. Lamana Paiva ainda destacou as funções, benefícios e expectativas quanto ao funcionamento da Central tanto para os notários como para os registradores.

“Temos muitas expectativas quando ao funcionamento desta Central, entre elas a de até janeiro de 2019 termos todos os registros de imóveis integrados nesta plataforma, contribuindo para a imagem da atividade perante à sociedade e aos cidadãos, beneficiários maiores desta inovação que certamente será um diferencial para a nossa atividade daqui para a frente”, completou.

Fonte: CR-RS Assessoria de Imprensa

20/10/2018