Notícias

Aberto oficialmente o XIII Encontro Notarial e Registral do RS

Mais de 400 notários e registradores do Estado participam do evento que debaterá os principais temas atuais da atividade extrajudicial gaúcha e brasileira.

Restinga Seca (RS) – Foi realizada na tarde desta sexta-feira (17.05), no Hotel Beira Rio, em Restinga Seca, a abertura solene do XIII Encontro Notarial e Registral do Rio Grande do Sul, evento que reúne notários e registradores do Estado do Rio Grande do Sul para debater os principais temas atuais da atividade extrajudicial.

Ao abrir o evento, o presidente do Colégio Notarial do Brasil – Seção Rio Grande do Sul (CNB/RS), Ney Paulo Azambuja, destacou a importância do serviço prestado pelos cartórios de registros e notas, que atualmente podem realizar atos, antes de responsabilidade exclusiva do Poder Judiciário, com mais rapidez e por um custo mais baixo. Ainda, segundo ele, os cartórios estão se preparando para a emissão de escrituras eletrônicas, mediação e conciliação, expedição de cartas de sentença de documentos de identidade através dos registros civis de pessoas naturais, agora considerados ofícios de cidadania.

O presidente do Colégio Registral do Rio Grande do Sul, João Pedro Lamana Paiva, falou sobre os assuntos a serem debatidos durante o evento e a importância de cada um deles. “Neste ano, teremos painéis que focarão a atividade em si, sua atual configuração e abordagens sobre qual futuro queremos criar, sempre com o norte de atender à missão para qual foi criada a atuação do notário e do registrador, que é a de resguardar os interesses da sociedade em geral no que tange os atributos do ser, do fazer e do ter, pois, do nascimento da pessoa natural ou da criação da pessoa jurídica até depois da sua morte ou de sua extinção, a vida passa e acontece através destes imprescindíveis serviços extrajudiciais”, afirmou.

Frente Parlamentar é anunciada

O deputado estadual, Elizandro Sabino, representante do presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado Luis Augusto Lara, anunciou durante a solenidade de abertura a criação de uma Fente Parlamentar da Justiça Notarial e Registral do Rio Grande do Sul. De acordo com o deputado, a iniciativa se justifica “pela plena compreensão da dimensão social do trabalho realizado pelos notários e registradores em todo o Estado do Rio Grande do Sul, sobretudo pela sua presença no dia a dia da vida dos cidadãos”.

Mesa de abertura

Também fizeram parte da mesa de abertura do evento o presidente do Instituto de Estudos de Protesto do Rio Grande do Sul (IEPRO), Romário Mezzari; o presidente da Associação de Notários e Registradores do Rio Grande do Sul (Anoreg/RS) e coordenador do evento, Danilo Alceu Kunzler; a juíza do Foro de Restinga Seca, Juliana Tronco Cardoso; o vice-prefeito de Restinga Seca, Vilmar Folleto, representando o prefeito da cidade, Paulo Salermo; o prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom; e a vice-presidente da subseção de Agudo, Elizete Juliane, representando o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, sessão do Rio Grande do Sul, Ricardo Ferreira Breier.

Também estiveram presentes o presidente da Associação dos Registrados de Pessoas Naturais do Rio Grande do Sul (Arpen/RS), Arioste Schnorr; a presidente da Associação dos Registradores e Notários do Alto Uruguai e Missões (ARN), Margot Virginia Silveira de Souza; a procuradora-geral de Santa Maria, Rossana Schuch Boeira; o representante do procurador do município de Restinga Seca, Felipe Vissotto Lopes, Marcelo Sel Horst; o vice-presidente da Coopnore, José Carlos Guizolfi Espig; e o representante da Antonio Menegetti Faculdade, Guilherme Volpato.

Fonte: CNB-RS